segunda-feira, 11 de março de 2013

Troca Lixa Disco


Olá!

A dica de hoje e a troca e confecção da lixa disco da lixadeira Acerbi LX2, o processo abaixo é para demonstrar o quanto é fácil fazer a substituição corretamente do disco de lixa.

Abaixo demonstro o processo de como remover cortar e fixar a lixa, o disco da maquina e um tanto pequeno para mim, já que alguns anos sou operador deste tipo de equipamento mas com um diâmetro maior e destinado a desbastes de metal.

Você terá apenas que adaptar o processo para suas condições e ferramentas disponíveis, lembrando que todo processo requer cuidados no manuseio tanto de produtos químicos (Cola) e ferramentas de corte.

Para iniciar removi o disco velho inicialmente queria eu poder aproveita-lo para servir de medida para o corte do novo disco, mas isso não foi possível tendo em vista o disco de lixa estar extremamente usado.






Lixa totalmente deteriorada.




















Com uma espatula forçar para dar o íníco da remoção, pode-se utilizar um martelo para forçar a soltura batendo na talhadeira ou espatula.

















Com a mão forçar para remover toda a lixa.





















Como a estrutura da lixa estava comprometida se rompeu assim sendo inutilizada para servir de base de corte da nova lixa.



















O próximo passo consiste em remoção de resíduos de cola, no caso em questão encontrei dois tipos de colas específicos a cola de contato (sapateiro) e cola automotiva para fixação e vedação de juntas de motor, esta segunda com maior poder de fixação.







No processo de limpeza cabe bem o velho ditado faça o que digo e não faça o que faço.

Motivo: Na limpeza utilizei uma lamina de aço com o disco em movimento, mas recomendo que seja feita com o motor parado de preferencia com o equipamento desconectado da rede elétrica.


















Como pode ser visto a cola automotiva teve em muito mais dificuldade de remoção obrigando-me a utilização de Thinner para facilitar a sua retirada.






















Um detalhe pertinente, que arremete a globalização, esta lixadeira é uma das  com fabricação visando economia ou seja já tendo sua produção reduzida provavelmente o fabricante utilizou o artificio de aplicar massa rápida (usada na linha de pintura automotiva) para reaproveitar uma peça com falha de fundição.
Coisa que no passado não aconteceria e a peça seria descartada e outra perfeita em seu lugar estaria.
O aproveitamento é para diminuição de custos operacionais e de material.











Com um paquímetro efetuei a medição do diâmetro para o corte da nova lixa o diâmetro encontrado foi de 216,00 m/m.
Pode-se utilizar qualquer aparelho graduado para medição ou seja uma régua como exemplo.

















Com um compasso e utilizando o próprio paquímetro, transferi o raio da circunferência para posterior marcação,ou seja a metade do diâmetro.

A observação que deixo é que deve-se cortar cerca de 5 m/m ou mais acima da medida pretendida o motivo será visto logo afrente.



















Utilizei um compasso metalúrgico este que tem em suas pontas material duro soldado (Vídia).
Desta feita aproveitando deste artificio acabei praticamente cortando o material da estrutura da lixa que é de tecido.
Mas pode-se marcar com um compasso escolar, e cortar a lixa com tesoura ou estilete.
















Veja o quanto ficou fácil a separação do disco, apenas utilizando pequena força para tal.


















Antes da aplicação do adesivo lixei o disco para melhorar o poder de adesão da cola.






















A cola de contato (Cola de Sapateiro) deve ser bem espalhada tanto na lixa como no disco da máquina.




















Após aguardar alguns minutos de secagem ao ponto de toque sem fixação dos dedos deve-se inserir a lixa no disco.
Neste momento procurar centralizar ao máximo a lixa.


















Com um martelo de borracha ou madeira deve-se bater para garantir a fixação da lixa no disco.



















Logo após a fixação da lixa e com uma faca afiada cortei o excesso de material, dai a necessidade de cortar a lixa com maior diâmetro assim obtendo-se a circunferência perfeita.

















A instalação e ajustes da mesa, neste processo deve-se observar a distância da mesa em relação ao disco geralmente encontramos mesas danificadas por mau ajustes. Outro detalhe pertinente é que antes do ajuste fino da mesa devemos desbastar um pedaço de madeira de preferencia um pouco duro, assim quebramos as cristas (Pontas) dos grânulos e diminuímos as chances de desbastar a mesa.



No detalhe o desbaste para diminuir ligeiramente o poder de corte da lixa e teoricamente alinhar a face da mesma em relação a mesa.

Observe que existe um grande espaço entre a lixa e a mesa, isto e para garantir a integridade da mesa e deixar espaço para o esquadramento.














Com um bom esquadro ajustar o ângulo de 90°.

Observações a serem feitas, ainda temos um espaço entre a lixa e a mesa.
Isto porque o sistema de fixação da mesa e feita por um eixo mancal sistema encontrado praticamente em todos equipamentos deste porte e para hobby ao contrario de maquinas de maior tamanho que tem mancais que aferem maior resistência e sustentabilidade para a mesa.

Após ter o enquadramento perfeito deve-se aproximar a mesa e apertar o parafuso de fixação.

Recomendo que a verificação seja feitas em pontos diferentes em relação ao diâmetro da lixa isto porque estes equipamentos não trazem precisão em sua fabricação coisa que vou sanar em um futuro próximo.









Lembrando que no ato da aproximação da mesa devesse respeitar o nivelamento da mesa, processo que utilizei um nível com base magnética.


















No detalhe o sistema de regulagem e o eixo que fixa a mesa ao conjunto, lembrando que a mesa é intercambiável entre a lixa disco e a lixa fita.


























Você vê o motivo de minhas observações em relação aos ajustes da mesa, o espaço aqui apontado e resultado de ma ajustagem desgastando a mesa.
















A lixa já em pleno trabalho.






















Só para constar aproveitei e lixei a base da mesa para melhorar o deslizamento das peças a serem lixadas.





















Para aqueles que como eu usam esporadicamente o equipamento indico untar com desinguipante ou algo similar  a mesa, para proteger contra ferrugem. Isso para casos que sejam de ferro fundido, antes do processo proteger a lixa para não contamina-la














Ultimo detalhe que quero expor que até onde sei fica exclusivo para a lixadeira Acerbi, o disco é fixado apenas por aperto na rosca do eixo.
Ou seja quanto mais se usa mais se aperta, esta observação é pelo motivo que quando de utilizar o martelo de borracha o disco se desprendeu, desta feita pode-se utilizar o mesmo para referência de diâmetro de corte.
Mas particularmente vou adicionar um parafuso no volante para trava-lo, acredito que esta retirada pode mudar o posicionamento do disco criando uma grande variação na centragem do mesmo.








Caro leitor espero que este tutorial esteja a contento e que as informações aqui contidas estejam ao máximo explicadas para facilitar este processo para você.


Hotz...

2 comentários:

Edmundo Trein disse...

Caro Hotz, foi de grande utilidade o seu tutorial, aproveitei para dar uma revisadinha na minha, tive que trocar os rolamentos do rolete motor, deu um trabalho danado para desmontar, não tem saca-polias que entre no pequeno espaço que tem, tive que levar em um torneiro (colega seu) daqui mesmo.
Aqui vai uma pequena dica minha, tenho utilizado o adesivo spray 3m 75 reposicionável, como a lixa trabalha sempre presionada, tem funcionado a contento e com a vantagem da facilidade de substituição da mesma.
Em tempo: uso mais para lixar metais, então a troca de lixas por outras menos abrasivas é mais frequente.

Hotz disse...

Caro Ed...Fico satisfeito que tenha sido útil para você, como afirmei é a forma que disponho para este serviço. Valeu pela dica do spray vou verificar este produto. Mas logo estarei com uma nova forma de fixação rápida para intercâmbio entre os acabamentos. Abração meu amigo...